Portugal Vinícola (1900)

                 Título: Portugal Vinícola
                 Autor: Bernardino Camillo Cincinnato da Costa (1867-1930)
        Publicação: Lisboa, Imprensa Nacional, 1900
   Ilustrações de: Alfredo Roque Gameiro (1864-1935)
Descrição física: In - fólio máx. de XLVIII - 483 - I págs.
                Notas: Ilustrado com dois (2) mapas coloridos, um vitícola e outro vinícola, dez cromolitografias assinadas por Roque Gameiro e setenta e quatro autotipías que retratam cachos de uvas em tamanho natural, apresentando as diversas castas de uvas portuguesas e as análises do estudo fisico e químico de cada casta.
                              Obra mandada executar e publicar pela Comissão organizadora da representação portuguesa na Exposição Universal
       Informação: Leilões BestNet

 

     No início do século xx, uma obra científica iria ter repercusões importantes quanto ao estudo da viticultura no País, O Portugal Vinícola: estudos sobre a ampelographia e o valor oenológico das principais castas de videiras de Portugal (1900), da autoria de Bernardino Camilo Cincinnato da Costa (1866-1930), eminente agrónomo e professor catedrático, que contou com a colaboração do pintor Alfredo Roque Gameiro (1864-1935) em dezanove aguarelas das principais castas de uvas nacionais. O livro foi traduzido para francês, tendo arrecadado, na Exposição Universal de Paris de 1900, o Grand Prix. Foi também nesta altura, durante o governo de João Franco, que se criaram mais regiões demarcadas; para os vinhos generosos foram estabelecidas as regiões da Madeira, do Moscatel de Setúbal e de Carcavelos; para as produtoras de vinho de pasto foram constituídas as regiões do Dão, de Colares, de Bucelas e dos Vinhos Verdes.
in Paulo Moreiras, Pão e Vinho, obtido aqui

 

Arintho I e II

Bastardo

Cornifesto

Malvasia

Moscatel Branco I e II

Moscatel Roxo I e II

Mourisco Preto e Mourisco Tinto

Ramisco I e II

Roupeiro I e II

Souzão

Tinta Cão

Tinta Meuda I e II

Touriga

João Santarém Tinto ou Periquita

Diagalves